Sinais que podem indicar um aborto espontâneo

Uma gravidez que termina sozinha nas primeiras 20 semanas de gestação é chamada de aborto. Pequenas quedas, lesões ou estresse durante o primeiro trimestre da gravidez podem contribuir para isso. Algumas gestantes não descobrem até fazerem um ultrassom. Mas, geralmente, existem sinais e sintomas que podem indicar um aborto espontâneo.

Os mais comuns são sangramento e cólica pélvica. A cólica nem sempre se traduz em aborto, mas deve ser investigada. Já o sangramento vaginal é motivo de preocupação maior. Quanto maior o sangramento mais elevado é o risco.

Sangramento e cólica podem ser sinais de aborto e devem ser investigados

Além desses dois sinais, outros também devem ser observados. São eles:

  • Dor nas costas leve a intensa  (geralmente pior que as cólicas menstruais normais)
  • Perda de peso
  • Contrações muito dolorosas (a cada 5-20 minutos)
  • Uma diminuição repentina nos sinais de gravidez

É importante lembrar que náuseas, vômitos, alteração do apetite, distúrbios do sono, instabilidade do humor costumam acompanhar o evoluir dos níveis hormonais da gestante. Quando esses sinais diminuem de forma repentina, também podem ser sinais de um aborto espontâneo.

Vale ainda dizer que alguns abortos acontecem sem a gestante perceber qualquer sinal.

Testes e exames

Na suspeita de aborto espontâneo, o médico pode realizar um ultrassom abdominal ou vaginal para verificar o desenvolvimento e os batimentos cardíacos do bebê, bem como a quantidade de sangramento. Também é feito exame pélvico para verificar seu colo do útero.

Os seguintes exames de sangue podem ser feitos:

  • Teste Beta-HCG (quantitativo) durante um período de dias ou semanas para confirmar se a gravidez continua
  • Hemograma completo para determinar a presença de anemia
  • Nível de progesterona
  • Contagem de glóbulos brancos com contagem diferencial para descartar infecção

Quando uma mulher sofre mais de dois abortos consecutivos, o médico pode decidir fazer testes para ajudar a determinar se algo específico está causando problemas na gravidez. Os testes vão investigar, por exemplo, se há desequilíbrios hormonais, distúrbios genéticos ou outros problemas. Algumas dessas condições podem ser tratadas.

Fontes: Organização Mundial de Saúde

Veja também: Ministério da Saúde inclui gestantes e puérperas no grupo de risco para covid-19

Sinais que podem indicar um aborto espontâneo publicado primeiro em https://catracalivre.com.br

Autor: andreialisboarosa

Eu sou a Andreia Lisboa, trabalhei durante muito tempo como redatora de textos para revistas e revisão de textos para jornais. Estou intensamente ligada ao Marketing Digital e sua atuação no meio online. Sou blogueira a algum tempo e aprendi que as pessoas buscam por conteúdo de qualidade, por isso minha especialidade no Marketing Digital é escrever conteúdos qualificados, otimizados em SEO e que possam ajudar as pessoas. Meu objetivo é compartilhar com você experiências que possam te ajudar a ter sucesso trabalhando a partir de casa. Sim, o Home Office é a profissão do futuro. Além disso, gosto bastante de viajar e conhecer novos países e entender mais sobre suas culturas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s